Confederação Brasileira de Tiro Prático

Notícias

EXÉRCITO BRASILEIRO DIVULGA BALANÇO DA OPERAÇÃO IMPACTO, VOLTADA À FISCALIZAÇÃO DOS CLUBES DE TIRO

Publicado: quarta, 16 de agosto de 2017, 00h:00m | Última Atualização: quarta, 16 de agosto de 2017, 08h:18m
SECRETARIA
EXÉRCITO BRASILEIRO DIVULGA BALANÇO DA OPERAÇÃO IMPACTO, VOLTADA À FISCALIZAÇÃO DOS CLUBES DE TIRO

Na tarde de ontem (9), o Diretor de Fiscalização de Produtos Controlados, General de Brigada Ivan Ferreira Neiva Filho, reuniu-se com representantes das doze Regiões Militares (RM), por meio de videoconferência, para divulgar o resultado final da Operação impacto. A atividade, que teve início no dia 17 de julho, e se estendeu por todo território nacional e teve a finalidade, entre outras, de fiscalizar e orientar os clubes de tiro e atiradores em atividades naquelas entidades.

A ação de fiscalização foi a primeira do gênero desenvolvida de maneira centralizada e teve caráter de orientação técnica, criando, dessa forma, laços de colaboração, troca de experiências com entidades de tiro e seus usuários e ampliação da qualidade dos serviços prestados pelo SisFPC.

Durante a operação, alguns dos aspectos foram verificados como documentação, condições de segurança, ações no trato com os Produtos Controlados pelo Exército (PCE) e controle da prática do tiro esportivo, tudo de acordo com as normas em vigor.

Além das fiscalizações, as RM promoveram palestras de orientação técnica para representantes dos clubes de tiro e atiradores, no intuito de atualizar o conhecimento da legislação e esclarecer eventuais dúvidas.

O SisFPC pretende com tais ações promover maior diálogo com os usuários do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados – SFPC, atender as necessidades pertinentes aos serviços prestados e, também, coletar sugestões.

Resultado da Operação

Participaram da operação 584 militares do Exército Brasileiro, contando com o apoio de 156 viaturas. O total de distância percorrida foi de 69.501 quilômetros, abrangendo itinerários terrestre, aéreo e fluvial.

Ao longo da operação, ocorreram 9 autuações e 2 interdições, sendo a maioria em razão de pendência documental, tais como Certificados de Registro (CR) vencidos, dados de desatualizados, etc. Os materiais apreendidos foram 368 munições, 1 luneta e 16 mil espoletas. Outro número que merece destaque é o de vistorias realizadas que somam mais de 500 eventos.

 

 

Fonte: DFPC